segunda-feira, 24 de agosto de 2009

ESSA SOU EU!!! A ESSÊNCIA NÃO MUDA E PONTO - UM CONTO PÓS TRAUMÁTICO


Menininhas diversas vezes escrevi sobre a essência que não muda o fato der lésbica , gay o que seja, está inserido em nós...

PoiS bem vou contar a experiência que tive, um conto Pós Traumático...

Bom, como sabem... sofri por amor, enfim, cansei de algumas mentiras e algumas vigarices da ex...Grandes marcas deixadas por alguém sem caráter e sem alma.

Entrei em coma profundo....passado o coma ressurgi, forte, confiante, toda poderosa , com a plena certeza de que eu mudaria...


Fiz algo que digo , (não façam) louco, insano ....Acordei um belo dia desiludida da vida...Chega!!! Pára Tudo!! Vou namorar com pepinos , digo, meninos,porque é mais fácil..(.que pensamento não!!!)


Então tá né!!! Eis que ... algumas baladinhas, alguns encontros , algumas ficadinhas por aí com alguns meninos, muito beijo na boca ( lembrando que não tenho nada contra os meninos, eu os adoro, nada contra os e as bi, etc, etc).
Lembro - me bem quando fiquei com o primeiro menino...foi estranho, o beijo,a pegada, que há muito tempo tinha deixado pra trás, tudo muito novo e muito esquisito ao memso tempo , algo ali me incomodava, não sei o que mas, me incomodava e após os beijos, voltava para casa ...Mudei...mudei vou procurar um namorado...

Ahhh tá...Pensava isso e ao mesmo tempo pensava em todas as gurias que já fiquei e como o beijo , o toque, o carícia era extremamente diferente e mais gostoso.. Isso é inquestionável e ponto!!!


Não que eu não tivesse ficado with a boy, anteriormente, mas, imaginem 26 anos... dos 4 aos 26 sempre louca por meninas, tive meus namoricos héteros, mas sempre na cabeça, gosto de mulher, imaginem, um bom tempo sem beijar garotos ...num dava...

Fiquei com o garoto, eis que me passa uma loira linda cheinha, do jeito que gosto, pensava o que estou fazendo aqui, mas vamos beijar que tá bão!!!
Mudei, mudei...uhhh um p... tesão pensando na loira e mudei. Engraçado que neste período de reclusão do meu eu, tudo sobre lesbianismo passava na TV e aquela água na boca de beijar uma garota não saía da cabeça...Pensava em pernas ,pensava em seios, pensava nas mãos, pensava naqueles traços perfeitos e delicados!!! Boca aberta....logo fechada..não Ju..concentra, concentra....menino !!!

Eu idiotamente relutava, não....não é isso... vou mudar minha essência...vou mudar ..eu mudei, mudei galera ...( Uhummmm!!!)
Passado alguns dias, encontrei um garoto diferente, gente boa, que procurava algo além de uma noite, ficamos....trocamos fones, super estranho, geralmente euzinha que quero trocar fones, que abro porta do carro, que envio flores e tal, sendo ali paquerada por um macho, era muito estranho, contudo, gostei do papo e as conversas telefônicas seguiram.


Marcamos um novo encontro..eu toda lady como sempre, lindinha, gata, cheirosa, mas alguma coisa ainda me incomodava, o bofe todo lindo, cheiroso, mas os olhos aqui que a terra há de comer, insistiam em seguir as pernocas de meninas que passavam por mim, mas que coisa Ju, tira isso do pensamento, concentra , concentra na boca do rapaz....língua... boca, beijo.


Não, definitivamente não era mesma coisa . não era... concentra aí neguinha, beijando..Opa beijando de olhos abertos e olhando para uma menina...Pode??? Num Pode!!! Ju tome jeito.....
Volto pra casa mais uma semana... conversa e mais um encontro... beijos , beijos amassos, não dava , pensava o tempo todo eu na cama com uma gata....e ficava pensando Caraaaa ...se isso se estender!!! Imagina eu na cama com ele...affff, já experimentei boys, são bons, mas tem algo ali que não vai....É meninas, de repente deve ser isso mesmo que vocês pensaram!!! ( muitos rssssss) Num Dá, há o encaixe , mas, não gosto!!!

Bom, conversas e encontros se estenderam mais uma vez..eu eu cheia de mágoas e de rancores, pela ex...fui em frente vou mudar, não serei mais assim..( Cuco!!! como não serei mais Ju....)
Enfim... o rapaz gostou e me pediu em namoro, neste dia todas as coisas passaram pelo meu ser, aceito ou não, vou ou não , arrisco ou não...arrisquei...Moço firmeza... eu vou, Mesmo o coração, cabeça, voltados em uma só idéia, : Você gosta de mulher porra , porque esta fazendo isso...Aceitei o namoro!!!afff....

Confesso que foram as 3 semanas mais angustiantes da minha vida, eu chorei, eu ri, eu remei contra maré, contava a amigos que estava namorando, para aqueles que sabiam, diziam, que???? Eu pois é mudei, estou namorando um menino, não quero saber mais de mulher na minha vida não... E por dentro aquele aperto, aquele sentimento de nó na garaganta.

Ao mesmo tempo, para os mais chegados eu questionava, questionava até não poder mais, questionava a minha atitude e ao mesmo tempo discutia quando diziam Ju.....eu acho que não é isso...você está se anulando...

Bom, a 1ª semana tensa, o rapaz ligava, eu , ora inventava uma dor de cabeça, ora inventava, sono... ora não inventava nada, e dizia oi Lindo como foi seu dia, aquilo era sufocante, não era a Ju, não poderia ser a Ju...Nunca o maltratei, pois minhas angústias eram minhas e não dele...

Um rapaz muito responsável, com todos os quesitos que muitas mulheres ( interprete aqui héteros) buscam... Segunda semana não dava, eu queria, precisava de uma menina, angustiada por dois motivos, procurei uma amiga de anos e cheguei a uma conclusão, não era o fato de mudar, não era o fato de querer seguir pelo caminho fácil...Minha essência não era aquela, eu não conseguia ser a Ju, nem no beijo, nem no toque, eu queria uma menina e precisava de uma menina, estava sufocando e castrando meu ser... para seguir os padrões e para sufocar dores, porém, o que mais pesava era que aquele não era meu caráter, não me permito machucar ninguém...


Como sabem, namorei há 2 anos com uma garota que só trouxe dor, que possui um relacionamento com um rapaz há 4 anos a ponto de se casar e mentiu de todas as formas possíveis, dei todas chances a ela e ela fez sua escolha ,muito embora ainda , continue procurando a mim ..Eu não permiti que ela machucasse o moço,porque eu me permitiria machucar alguém?

Na 3ª semana sentamos e conversamos, disse que não estava pronta para assumir um namoro e nem sentimento, disse que meu caminho era outro e gostaria que ele fosse feliz, ele compreendeu...

A verdade é que a Essência e Caráter não mudam, não podem ser trocadas, não podem ser alteradas, eu optei pelo caminho mais difícil sim!!! E tenho orgulho disso, não adianta querer bagunçar tudo , espalhar tudo e tentar ser o que os outros querem só para aparecer bonitinha na foto, só para estancar dores..não!


A essência está ali e ela é mais forte que eu,você, é preciso muito estômago e muita POKER FACE ( vulgo, Cara de Pau mesmo) para mascarar sentimentos, para mascarar vontades, esta na veia , no sangue...

Nunca me permitiria brincar com sentimentos de outrem...jamais e talvez por isso o caráter e o fato de ser LÉSBICA, emanem tão forte em mim...
Não ... não sigo pelo caminho mais fácil, não vou seguir , porque minha alma é lésbica, não vou cortar meus pulsos e ser o que não sou, usar disfarces como uma fuga constante...

Quero ser autêntica, quero ter alma livre para amar, nada contra héteros , bi, nada disso, porque algumas pessoas podem entender desta forma, aqui tentei demonstrar que não adianta fugir do seu ser, do íntimo, ele está lá tão forte como o Sol, tão forte como o eixo particular de cada um.

Você não escolhe, você é!!!,Eu não irei calar, castrar-me, não vou...porque tenho orgulho se der quem sou e como sou....
Caminhos mais fáceis são atrativos, mas, não são os mais felizes....Prefiro continuar com minha dignidade e com minha essência, jamais manteria um relacionamento 4/ 5/ 10 /20 anos com um homem, sabendo do meu amor por uma mulher, jamais brincaria com os sentimentos dele.


De volta a vida bandida ...Sempre. O que eu vi??? Bem não me vi deitada com um homem numa cama, me vi deitada com uma linda mulher ( quando digo linda, digo linda de alma), me vi olhando fundo nos olhos dela e sorrindo, me vi dizendo Eu Te Amo nos lábios dela e as duas envoltas em um lençol.
Quando me vi, me vi brigando muito numa tarde domingo com ela, mas terminando esta mesma tarde fazendo amor e deitada em seus braços.
Eu me vi e ainda vejo... Essa sou eu a Ju, a menininha que ama menininhas!!!! E há de chegar o dia em que ela virá...linda e radiante...!!!

2 comentários:

Flor de Azeviche disse...

Uaaaau, adorei o post. Sabe, gostei muito porque me indentifiquei muito com ele. Vou contar a minha história, bastante resumida, ok? rs

Eu tinha ficado com uma menina (a primeira menina que eu fiquei) num dia de muito sol rs, sempre fui muito curiosa para beijar uma menina. O beijo foi bom, mas eu achava estranho e me achei suja por aquilo. Passou algumas semanas, eu me dizia super ht, encontrei a menina de novo, conversa vai conversa vem, ficamos mais uma vez, dessa vez não me senti suja e foi muito bom. Passadas mais algumas semanas, eu (re) encontrei um cara que eu já tinha ficado e depois disso, começamos a namorar, mas eu pensava na menina que eu tinha ficado. Várias vezes fiquei com ela estando com ele (não que eu ache isso bonito, mas...), o meu namoro com ele era péssimo, o beijo, o toque, o sexo, tudo. Mas mesmo assim, eu não me aceitava lésbica, namorei com ele por dois anos. E nesses dois anos nos términos e mesmo não terminando, eu ficava com algumas meninas. O namoro com o cara chegou ao fim, fiquei tão bem que nem acreditei. Conheci uma garota e depois de um tempo, começamos a namorar. Namoramos um ano, eu já me aceitava, já sabia o que eu realmente gostava e me assumi para a minha mãe, ate hoje ela não me aceita, mas isso é assunto para outra conversa rs. Depois que o namoro com essa moça acabou, pensei como você "vou mudar" (de novo rs). Fiquei com um amigo meu, não namoramos, mas ficamos por um ou dois meses, eu amava conversar com ele, estar junto, sair, mas eu sentia falta de algo, não era a mesma coisa. Detalhe: eu sabia que eu era lésbica, sempre soube. Foi aí que conheci a minha atual namorada. Me apaixonei a primeira vista. Estamos juntas a quase 7 meses, e com ela, me sinto completa, entende? Sim, claro que entende rs.
Não digo que nunca mais vou ficar com um homem, mas Eu sei o que eu realmente gosto e sei que se um dia acontecer de novo, naõ vai ser algo com sentimento.

Falei muito né? rs

Beijoos

Lilian disse...

Ju,

Muito profundo e esclarecedor esse seu depoimento. Com certeza, reflete a angústia de muitas meninas que são surpreendidas por desamores e dissabores da vida.

Há ainda aquelas que lutam contra a própria essência para conseguir a aceitação da família. Estamos no Século XXI e não dá para acreditar que as pessoas ainda veem as mulheres que gostam de mulheres, os homens que gostam de outros homens, as mulheres que se vêem e que sentem homens e vice-versa como seres a serem abolidos da face do planeta.

O respeito à pessoa humana, o amor ao próximo, o amor fraterno que tanto se prega nas religiões passa pela aceitação do outro, pelo respeito às diferenças de cada pessoa.

Minha alma é de mulher que ama outra mulher. Não vou, então, conseguir amar, viver, fazer feliz um homem somente porque a família, o padre, o pastor ou a sociedade assim deseja que eu faça.

Ser o que se é. Esta é a chave da felicidade, da dignidade. Dá medo e, às vezes, pode ser até perigoso. Mas viver é um perigo que se vence a cada passo. Então, assim, só é possível viver sendo feliz e só é possivel ser feliz vivendo como se é.

Sejamos felizes.